Os dois caminhos para o futuro da social media: conteúdo e comunidade

A combinação entre essas duas funções embaralha as definições das principais plataformas sociais

POR JAN REZAB
CEO do Socialbakers

Atualmente, existem redes sociais para todos os gostos. Desde as mais mainstream, como Facebook e Twitter, às mais atrativas entre os millenials, como Snapchat e Instagram.

Porém, em meio a tantas semelhanças e diferenças compartilhadas por todas essas plataformas, é possível dividi-las em duas, somente duas, categorias: redes sociais de conteúdo e redes sociais de contatos. Pode parecer simplista, mas essa divisão é importante para entender o cenário futuro da mídia social.

YouTube e Tumblr são canais típicos de conteúdo. Funcionam como meios de transmissão de criações, uploads e audiência. São plataformas que estão se transformando em uma espécie de clube.

Já redes como Google+, LinkedIn e Twitter são locais nos quais as pessoas se conectam e interagem entre si, numa mistura de mensagens escritas, fotos, links e vídeos. Quando esses canais se juntam, publicações viralizam.

Claro que há um porém. O Facebook depende de redes do usuário para impulsionar o conteúdo nas timelines, a aquisição pelo Instagram e o lançamento do app Paper deixam claras as necessidades de unir conteúdo e interação com os amigos.

O Twitter, que nasceu como uma rede social de contatos, acabou se tornando uma rede de conteúdo. Jornalistas, entusiastas e artistas editam e publicam conteúdo de formas criativas, reportam notícias quentes e, ainda por cima, contam uma história mais social.

As marcas estão percebendo essa tendência e utilizam o microblog para responder questões dos consumidores.

Esse é o poder da rede social de contatos. Um tweet pode ser visualizado por milhões de followers. E a única saída para as marcas é responder de forma sensata e transparente.

Na direção oposta, o YouTube caminha para se tornar uma rede de contatos. Os assinantes dos diversos canais da plataforma acabam formando comunidades. E isso é interessante para os anunciantes porque ali se concentra grande parte do conteúdo criativo. Porém, ainda paira a dúvida: um vídeo caro de dois minutos pode entregar um ROI robusto?

A resposta é complexa. O Facebook tem sido capaz de gerar uma boa receita publicitária, o Twitter superou as expectativas dos investidores e o YouTube é o grande trunfo do Google. Qual foram os acertos dessas três grandes redes sociais?

O mobile gera grande parte da receita publicitária do Facebook e do Twitter. E esse é um dos maiores desafios para as redes de conteúdo.

Talvez, o grande indicador do futuro da social media esteja em plataformas como o Trip Advisor, que tem conseguido unir conteúdo e comunidade por ter se tornado uma fonte indispensável para os viajantes.

Fonte: Proxxima



Vamos tomar um café?

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre a sua empresa e, assim, propormos as melhores estratégias de marketing digital. Aumente seu volume de negócios, conte com a gente!


Whatsapp (19) 9 9958-8021