Dilma diz que ajustes fiscais ainda não acabaram

size_810_16_9_dilma-rousseff

Fonte EXAME.COM

A presidente falou de “pontos fora da curva” na economia brasileira — entre eles a baixa arrecadação, a alta da inflação e a retração do PIB

Fabrício Bernardes, deEXAME.comSiga-me

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, a presidente Dilma Rousseff afirmou que ainda precisa aprovar novas medidas fiscais no Congresso. Segundo ela, quanto antes forem tomadas, melhor. Mas “somos uma democracia. Não podemos achar que sai daqui [governo], vai para lá e acabou”, disse à publicação.

Dilma também criticou o reajuste do salário dos servidores do Judiciário aprovado no Congresso e disse que tomará medidas explícitas contra. “É impossível. Nem que a gente faça mágica.”

Embora não tenha comentado quais provisões estão por vir, Dilma afirmou que o resultado da redução da desoneração da folha de pagamento neste ano será de, no máximo, 2 bilhões de reais.

A presidente também falou de “pontos fora da curva” na economia brasileira — entre eles a baixa arrecadação, a alta da inflação e a retração do PIB. Dilma também destacou a seca que prejudicou o setor agrícola no ano passado.

Por fim, Dilma disse esperar que a recuperação da economia comece a dar indícios no final do ano. “Não esperamos uma recuperação acelerada no fim do ano. Ninguém que for realista espera isso.”



Vamos tomar um café?

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre a sua empresa e, assim, propormos as melhores estratégias de marketing digital. Aumente seu volume de negócios, conte com a gente!


Whatsapp (19) 9 9958-8021