As negociações começaram no início deste ano e o valor da operação não foi divulgado.  Com as aquisições, a empresa visa entregar aos clientes “uma oferta completa de moda, esportes e estilo de vida no Brasil”.Juntas, as três companhias alcançaram uma receita líquida de 773 milhões de reais em 2014. A Dafiti, isolada, faturou 592 milhões no ano passado, um aumento de 41% ante 2013.

 

O novo grupo terá cerca de 5 milhões de clientes na América Latina. Com a transação, o GFG passa a empregar aproximadamente 3.100 funcionários, 2.400 deles no Brasil.

Os três e-commerces atuarão de forma independente e manterão seus próprios sites, marcas e cultura atuais.

“Estamos muito otimistas em trabalharmos conjuntamente com Kanui e Tricae, duas empresas que representam o sucesso em categorias nas quais queremos ganhar mais vantagem competitiva no mercado brasileiro”, disse Philipp Povel, presidente de operações da GFG LatAm, em nota.

O GFG (Global Fashion Group) foi criado pelos fundos Kinnevik e Rocket Internet e já abarcava, além da brasileira Dafiti, a Jabong, da Índia, Lamoda, da Rússia, Namshi, do Oriente Médio e Zalora, da Ásia e Austrália.