Através do Facebook, é possível comprar armas ilegalmente nos EUA em 15 min

Rede social é utilizada para combinar encontros e preços, sem a necessidade de fazer qualquer registro

Por Leonardo Müller

Assim como no Brasil, nos EUA é proibida a negociação de armas sem obedecer aos devidos registros e fazer a identificação das duas partes do negócio. Afinal, estamos falando aqui de algo que pode tirar a vida de uma pessoa.

Em território norte-americano, entretanto, negociações obscuras para a compra e venda de armas parecem ter se tornado tão natural que passaram a ser feitas a partir do Facebook, em páginas criadas especificamente para isso ou simplesmente para adoração das armas de fogo.

Uma reportagem do VentureBeat constatou que é possível comprar uma arma pela rede social naquele país em cerca de 15 minutos. Além de não precisar de registros ou identificação para comprar armas de vendedores no Facebook, quem tem interesse em uma arma de fogo pode ter qualquer idade. Ou seja, jovens menores de 18 anos podem portar armas sem maiores dificuldades por lá, mesmo que não sejam ligados a facções ou qualquer outra atividade criminosa.

Em 15 minutos

O VB fez uma espécie de experiência em uma dessas páginas de comércio de armas para comprar um rifle semiautomático de 7 mm, além de uma boa quantidade de munição para a arma. Depois de conversas iniciais no Facebook, posteriormente por SMS, a reportagem conseguiu combinar a venda do equipamento em menos de 15 minutos.

A experiência foi motivada por um acontecimento no interior do país, no estado do Kentucky, em que um rapaz de 15 anos apareceu com uma pistola de 9 mm carregada em sua escola. Ele foi levado à direção da instituição e, quando questionado sobre onde teria conseguido a arma, ele disse sem hesitar “no Facebook”.

Não estamos falando que a culpa de tal comércio acontecer no site seja do próprio Facebook — uma vez que não é de interesse da rede social vasculhar o conteúdo publicado em seu site —, mas seria interessante manter alguns filtros para sinalizar conteúdo suspeito na plataforma.

Em resposta ao VB, a rede social disse que trabalha com as autoridades caso por caso para inibir essas práticas. Fora isso, a empresa ressalta que o Facebook não é um e-commerce, sendo proibida a venda desse tipo de material por lá.

A conversa por SMS da reportagem do VB com o vendedor de armas ilegais está disponível aqui. Note que o criminoso começa a responder a conversa às 15h03 e, às 15h14, já está disposto a encontrar e conversar com o suposto comprador.

Fonte: VB

Fonte: Tecmundo



Vamos tomar um café?

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre a sua empresa e, assim, propormos as melhores estratégias de marketing digital. Aumente seu volume de negócios, conte com a gente!


Whatsapp (19) 9 9958-8021