Amazon apresenta seu primeiro smartphone

Em evento na quarta-feira 18, o CEO Jeff Bezos (foto) mostrou principais funcionalidades do Fire Phone

Amazon apresenta seu primeiro smartphone

 

POR MARK BERGEN

Do Advertising Age

Os rumores eram verdadeiros. A Amazon, principal varejista online do mundo, começa a vender seu próprio smartphone.

Em evento nesta quarta-feira, 18, na sede da companhia em Seattle, o CEO Jeff Bezos apresentou o Fire Phone, que amplia as ofertas de eletrônicos da marca, que também conta com o Kindle e um dispositivo de TV em streaming.

“Provavelmente, a questão mais frequente que as pessoas têm me perguntado é: ‘A Amazon vai fabricar um celular?’”, afirmou Bezos à multidão presente.

“Dentro da empresa”, continuou ele, “fazemos uma pergunta diferente: ‘Como poderia ser único? Podemos construir um aparelho melhor para nossos consumidores mais engajados? Somos capazes de fazer um celular melhor para nossos membros da Amazon Prime?’’”.

“Estou empolgado em dizer para vocês que a resposta é sim”, declarou o executivo enquanto segurava o smartphone.

Um vídeo com depoimentos de clientes da Amazon deu início ao evento. Nele, foram relembrados outros devices da marca, como tablets e o equipamento de TV. Quando Bezos subiu ao palco, comemorou o rápido crescimento do Amazon Prime, serviço pago da empresa.

Ele exaltou as características do device, dizendo que sua câmera é maior que as da Apple e da Samsung. O smartphone também vai incorporar conteúdo da FireTV e do serviço de música em streaming da varejista.

O produto também vem com uma funcionalidade 3D chamada “perspectiva dinâmica”, que oferece profundidade à tela e aos mapas. Também deve funcionar para compras.

Uma das melhores vantagens do celular é o serviço de nuvem. Bezos disse que o espaço de armazenamento será ilimitado.

Mas a grande surpresa é o Firefly, funcionalidade criada especialmente para o Fire Phone. Bezos apontou o dispositivo para vários objetos: livro, CD e um pote de Nutella. A ferramenta reconhece o código de barras do produto e abre links para a loja da Amazon. Outra função é o reconhecimento de músicas, o iHeartRadio, que identifica faixas e direciona o usuário para links da loja. Segundo o executivo, o Firefly reconhece mais de um milhão de itens.

Alguns analistas, no entanto, estão céticos em relação a entrada da Amazon no mercado de smartphones, segmento no qual Facebook e Google tentaram entrar, mas fracassaram.
Um ex-executivo que trabalhou com grandes fabricantes afirmou que a Amazon não percebeu que os smartphones são um “símbolo de status” e exigem “um branding de estilo de vida para fazerem sucesso”.

“A Apple sabia disso desde o início e a Samsung aprendeu “, disse a fonte. “Todas as outras continuam achando que se trata de fazer um celular melhor com algumas funções legais que, no final, ninguém se importa”.

Ainda assim, dada a apresentação do Firefly, está claro que o Fire Phone vai além da venda de dispositivos.

“Um smartphone da Amazon representa mais uma forma de atingir novas fontes de receita, como vendas, conteúdo e publicidade no mobile”, afirma Cathy Boyle, sênior mobile do eMarketer, em comunicado.

Os planos da Amazon para vender o Fire Phone ainda não estão definidos. Mas, historicamente, a varejista deu muita atenção aos seus hardwares. De 2008 a 2012, seus investimentos em mobile quadruplicaram à medida que promoveu seus dispositivos – o Kindle e o tablet Kindle Fire –, além do serviço pago Amazon Prime. No ano passado, a empresa reportou US$ 3,05 bilhões de investimento em marketing e ações promocionais.

Até o momento, a empresa não firmou parcerias com agências, embora já tenha trabalhado com a MEC Global e a Denuo, da Publicis. Muito do trabalho de marketing da Amazon é produzido internamente, segundo executivos de agências.

Fonte: Proxxima 



Vamos tomar um café?

Gostaríamos de conhecer um pouco mais sobre a sua empresa e, assim, propormos as melhores estratégias de marketing digital. Aumente seu volume de negócios, conte com a gente!


Whatsapp (19) 9 9958-8021